Subscribe Twitter

terça-feira, 23 de julho de 2013

Instituição Para Jovens Prodígios



Ano:  2013
Editora: Biblioteca 24horas
Páginas: 312
Avaliação:
 
Do subúrbio carioca para uma Instituição de jovens superdotados na Inglaterra, Lara Müller, uma adolescente com todas as frustrações e inseguranças típicas da idade aprenderá que para realizar seu sonho é preciso fazer sacrifícios. Deixando tudo de mais precioso para trás, nossa protagonista precisa encarar uma nova realidade, muitas vezes assustadora... Quando Lara se deixa levar pela curiosidade e é atraída pelos novos ares de Sheffield coisas ligeiramente estranhas começam a acontecer... Por que ela sente como se alguns alunos a conhecessem? Por que parece que já fizera inimigos em tão pouco tempo? E, principalmente, quais os reais interesses dos mantenedores dessa poderosa instituição? Com uma nova melhor amiga ao seu lado, Lara começa a acreditar que está ficando maluca... É normal um pombo se comunicar com uma garota?
A essa altura, os leitores desse blog (oi, tem alguém lendo esse blog ainda?) já devem ter se acostumado com minha mania de postar uma resenha por mês. Mas juro, foi falta de tempo mesmo dessa vez. E como falta de tempo anda constante, vou postar logo essa resenha que estou devendo tem quase seis meses.
Quando eu li IJP - A Seleção, o livro não tinha essa capa bonita ainda, nem tinha sido oficialmente publicado. O que significa que tive que ler em PDF e quem me conhece sabe que eu sempre torço o nariz pra ler no computador (em qualquer tela, antes que me perguntem pq não tenho e-reader). E no entanto, li o livro em duas pegadas bem desesperadas nas minhas férias (lá em fevereiro!) porque toda hora o livro me dava uma sensação de "UÁT".
O primeiro ponto a favor da saga (além do fato de ser da chefa da ordem dos blogueiros) é, na minha opinião, a protagonista. A Lara é uma Hermione made in Brazil - inteligente além do inacreditável, com poucos amigos e uma certa dificuldade de se enturmar (tl; dr: standard nerd). Pra mim isso é ótimo, já que tenho lido livros demais com protagonistas estilo Bella (aquele tipo adorkable que é linda mas meio desajeitada). A Lara é uma garota normal à primeira vista. Só que é mega inteligente.
Como a situação da família não é das melhores, quando surge a oportunidade da Lara fazer parte de uma instituição para os maiores gênios da juventude atual, ela decide fazer a prova que serve de “vestibular” (Spoiler, ela passa. "Não diga, Bunny, não adivinhei”).
Eu meio que esperava que ela pulasse do Rio de Janeiro direto pra Sheffield, mas a transição é lenta, o que faz com que você veja toda a correria da Lara para chegar à instituição, o que por sua vez faz com que a gente acompanhe um pouco da vida “normal” da Lara, e de tudo que ela está deixando para trás.
Claro que nem tudo são flores. As pessoas são diferentes na IJP, e coisas bem esquisitas começam a acontecer, de um jeito que a protagonista acha que enlouqueceu. Mas como ela é uma das pessoas mais inteligentes do planeta (que afinal é o critério de seleção da instituição), ela vai tentando entender o que tá se passando – o que fica meio difícil quando tem um britânico lindo distraindo a atenção dela. Eu gostei do Hugh, mas de vez em quando ele é tão UGH enervante. E a Lara parece achar isso também. Torci pelos dois durante o livro, mas se eu fosse amiga pessoal da protagonista eu diria “guuuuuuuuuurl you deserve more”. Se bem que no final eu acho que ele até que se redimiu por ser meio cabeça de ovo.
Eu gostei muito do desenvolvimento do livro, mas uma coisa me deixou nervosa. A sensação do “ai meu deus tem só algumas páginas pro final não dá tempo de resolver tudo”. Respirei fundo. Alguns acontecimentos mais intrigantes, uma revelação e... isso aí, espere o próximo volume da saga pra saber o resto.
E eu fiquei tipo “nãããããooooo Luuuuu como assim eu preciso sabeeeeeeeeeeer”
Eu sei, eu sei que essa era a intenção, mas cá estou roendo as unhas desde fevereiro pra saber afinal as respostas.
A Lu disse que já revisou o segundo volume da saga, que se chamará “A Traição”. Fez eu me lembrar de quando estava começando a série House of Night, e o segundo volume se chamava “Traída” e eu fiquei tipo, paranoica, pensando nos personagens todos como suspeitos de um crime. Tô na mesma situação agora. “Traição? De quem? Por quê?”
Enfim. Se eu fosse uma pessoa mais proativa, eu faria uma campanha pras editoras darem uma mão pra gente poder saber logo o resto da história....
Essa resenha não ficou a altura do livro, eu sei. Como eu disse, eu ando um horror pra escrever resenhas, sorry! Mas super recomendo. É uma saga que se passa em uma instituição de ensino, e você pode achar que conhece esse enredo, mas a história da Lara Muller é bem diferente de qualquer coisa que eu tenha lido até agora.
Bom, logo volto. Acho que a próxima resenha vai ser de Feérica porque preciso aprender a resenhar os livros enquanto eles estão “frescos” na cabeça.

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Guardians - Volume 1 - Luciane Rangel

Ano: 2010
Editora: Lexia
Páginas: 359
Avaliação:
O mundo dos homens é protegido do mundo de malignas criaturas por uma barreira dimensional. Frágil e sob constante ameaça, ela é protegida por doze guerreiros sob os signos das estrelas: os Guardiões. A missão desses jovens, que contam com poderes sobre-humanos, é evitar que catástrofes tomem o mundo, fechando uma fenda na barreira e impedindo a passagem dos monstros. Porém, por mais que tenham incríveis poderes, as fraquezas inerentes aos humanos – o amor, o ódio, a vingança e a hesitação – continuam presentes, tornando a missão um pouco mais difícil do que parecia ser...

Tudo bem, estou devendo resenhas faz ERAS. Mas nessa correria de "lançar" livro (não teve lançamento oficial, mas to correndo atrás de vender, né) acabei deixando de lado.
Admito, também rola uma preguicinha.
(VALEI-ME SENHOR A BUNNY COM PREGUIÇA DE ESCREVER)
Opa, escrever RESENHA.
Mas vamos lá. O livro que vou resenhar hoje é o que tem menos romance, porque é dia dos namorados e eu tô enjoada de romance por hoje (e não é nem meio-dia, enquanto escrevo isso). Vamos de um livro que tem mais ação e pás.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Disturbia - Meu Livro de Contos

Ok, eu disse que ia postar com mais frequência e não o fiz, mas tive uns contratempos. E preguiça.
Mas agora que resolvi algumas coisinhas, consegui normalizar a situação.
Eeeeee pra voltar ao normal, vim falar do meu livro!

Não sei se vocês sabem, mas eu sou escritora. Mas até hoje não tinha nenhum livro com meu nome na capa oficialmente. Só projetos nas gavetas.

Enfim, depois de meses de planejamento, de "vai-não-vai", respirei fundo e coloquei meu livro de contos - o primeiro de todos - no site do Clube de Autores.

Pra quem não sabe, o Clube de Autores é o seguinte: É um site onde você pode subir os livros que você escreve em pdf e tê-los lançados. É simples assim: você não paga nada, só abre uma conta e coloca seus livros lá, e quem se interessar pode encomendar. Caso a pessoa queira o livro impresso, eles imprimem só o que foi pedido, e enviam pelo correio. Por ser uma impressão individual em vez de uma tiragem grande, o preço fica um pouco maior do que ficaria normalmente, mas é a melhor opção para autores iniciantes que não conseguem//não querem esperar meses e rejeições de editoras. Você confia no seu taco, coloca o livro lá e corre atrás da divulgação, e com o tempo você consegue seu retorno.
www.clubedeautores.com.br/

Noooooooo entanto, voltando ao meu livro (que "lancei" tecnicamente hoje):
Disturbia é, para fins de resumo, um livro de contos de terror. É um livro pequeno, são apenas 83 páginas, mas eu prometo que vale a pena. Não há muito que eu possa revelar sobre os contos sem dar spoiler - não é difícil dar spoiler em contos de poucas páginas - então vou deixar vocês com a sinopse e a capa (cortesia do meu amigo Caleb, do Viajante Literário. No final do post, deixarei o link para compra, onde vocês podem optar por versão impressa ou digital do livro. De qualquer modo, leiam, comentem, comprem o livro e depois me contem o que acharam! Feedback é muito importante pra essa escritora que vos fala (e pra maioria, eu acho). É isso aí.

Todo mundo algum dia já sentiu um medo que não sabia explicar. Uma sensação de ser observado. De não estar sozinho. De que há algo na escuridão do quarto. Geralmente, quando acendemos as luzes, a paranoia dá lugar ao desejo de rir de si mesmo e aquela sensação se torna apenas uma lembrança incômoda.

Mas o que você faria se, ao acender das luzes, descobrisse que sua paranoia é justificada? Congelaria de medo? Correria?

É isso que os personagens dos contos neste livro estão prestes a descobrir.


Compre aqui:

domingo, 12 de maio de 2013

Back From The Dead

Ok, ok, admito, abandonei o blog.
Mas agora prometo retomar o ritmo, se alguém estiver interessado em ler.
Antes de mais nada, alguns fatos a serem esclarecidos:

Eu devia ter anunciado aqui o resultado da promoção de páscoa, mas as coisas foram se acumulando e eu não o fiz. Pois bem, se alguém ainda estiver em dúvidas sobre o assunto, peço mil desculpas, mas a promoção já teve seu sorteio (tipo um mês atrás) e os premiados já estão com os livros em mãos, como vocês podem imaginar.

Outra coisa é que tô trabalhando em umas coisas pessoais, então sobra pouco tempo pro blog, mas vou tentar me organizar pra postar pelo menos duas vezes por semana, provavelmente uma resenha e um texto aleatório. Vou fazer um esforcinho pra passar nos blogs pra quem eu devo visita também.

Enfim, por enquanto é isso. Sintam-se livres pra continuar lendo ou não esse blog, cês que sabem, mas vou tentar voltar a andar na linha ok?

See ya later.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Páscoa Premiada da Ordem dos Blogueiros: 9 livros e 2 HQs com gostinho de chocolate!

Gente, demorei a voltar mas voltei! Nem vou me desculpar muito, basta dizer que estava concentrada em trabalho e projetos pessoais. Maaaaaaaaaaaaas para que vocês relevem a ausência, volto com promoção!


Nós, os membros da Ordem dos Blogueiros (se tiverem dúvidas sobre o que é isso, clique aqui e leia o post), decidimos fazer nossa primeira promoção em conjunto para presentear nossos queridos leitores com livros ótimos!

domingo, 13 de janeiro de 2013

A ordem dos blogueiros: a revelação

Gente, antes de mais nada quero pedir desculpa porque esse post vai ficar ruinzinho, que eu to com sono.... Passei o dia olhando pro Word aqui e tá difícil a criatividade hoje.
Bom, é o seguinte.
A Luene teve a ótima idéia de juntar alguns de seus blogueiros favoritos (cof, cof ela nem disse isso mas deixa eu ser feliz cof, cof) pra fazer um amigo secreto. O Caique deu o nome de "Ordem dos Blogueiros", e pegou (inclusive foi ele que fez a imagem do começo do post).
Bom, hoje é o dia da revelação. Eu estou sem a menor criatividade pra fazer esse post.
Eu não conhecia minha amiga secreta e achei o blog dela muito fofo. Achei, pelas postagens que li, que temos uns gostos muito parecidos. Ela vai ganhar um livro que estava na lista de desejados dela que é um dos meus preferidos no mundo todo e que me causou muitas emoções :D

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

O Inverno das Fadas - Carolina Munhóz

Ano: 2012
Editora: Casa da Palavra - Selo Fantasy
Páginas: 304
Avaliação:


EXISTEM PESSOAS NORMAIS em nosso planeta. Homens e mulheres simples que nascem e morrem sem deixar uma marca muito grande ou mesmo significativa na humanidade. Mas existem outros que possuem talentos inexplicáveis. Um brilho próprio capaz de tocar gerações. Como eles conseguem ter esses dons? De onde vem a inspiração para criar trabalho maravilhosos? São cantores com vozes de anjos, artistas com mãos de criadores e escritores imortais. Existe uma explicação para isso. Sophia é uma Leanan Sídhe, uma fada-amante, considerada musa para humanos talentosos. Ela é capaz de seduzir e inspirar um homem a escrever um best-seller ou criar uma canção para se tornar um hit mundial. A fada dá o poder para que a pessoa se torne uma estrela, um verdadeiro ícone, ao mesmo tempo em que se aproveita da energia do escolhido para alimentar-se. Causando loucura. E MORTE..

Essa era pra ser a última resenha de 2012, mas acaba sendo a primeira de 2013 porque eu sou desorganizada, fim. E também porque, sendo desorganizada, eu terminei o livro na madrugada do dia 30 e não me organizei pra escrever e publicar esta no último dia do ano.
Bom, Inverno das Fadas.
Antes deixa eu voltar ao que eu disse na resenha de Fios de Prata (link aqui), porque se você não a leu (não te culpo, ficou enorme) cabe um resumo de algo que disse lá antes: apesar de ter lido Paulo Coelho, André Vianco e Augusto Cury, eu ainda tinha certo preconceito com autores nacionais. E Fios de Prata, sendo fantástico como é, quebrou meu preconceito.
Eis que no dia que fui pegar autógrafo do Draccon, ele não parava de falar da Carolina Munhóz, cujo livro eu só tinha visto de passagens nas livrarias da vida, (daí só descobri que eles são casados por causa do programa da Fátima Bernardes, disfarça) e já que eu tinha gostado tanto do livro do cara, resolvi ler Inverno só porque ele tinha indicado.